Membrana ALLUMINA PLUS (50x30mm) - BIOMACMED

Clique no botão ao lado para assistir o video relacionado ao produto.

Assistir Video

Membrana ALLUMINA PLUS (50x30mm) - BIOMACMED

Código: 23H8K333R Marca:
Selecione a opção de Espessura da Membrana:
R$ 298,00
até 2x de R$ 149,00 sem juros
Ops! Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.
Ops! Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.
R$ 298,00
até 2x de R$ 149,00 sem juros

MEMBRANA REGENERATIVA

 

INDICAÇÃO

Indicada como isolante e separador tecidual nos procedimentos cirúrgicos odontológicos com o objetivo de guiar a regeneração tecidual em pacientes com perda de tecidos duros e moles da face e cavidade oral. É utilizada, principalmente, para regeneração de alvéolos dentais pós-exodontias, de defeitos ósseos periodontais e periimplantares e de atrofias ósseas. As indicações de acordo com as espessuras são:

FINA – (0,03mm) com alto grau de plasticidade e baixa resistência, é indicada quando se deseja maior selamento, contornando as irregularidades do local em defeitos pequenos que não necessitam de arcabouço, dado pela membrana;

MÉDIA – (0,06mm) com grau médio de plasticidade e resistência, é indicada quando se deseja se criar ou manter um maior espaçamento no local da RGT e ainda se obter o selamento periférico;

GROSSA – (0,1mm) membrana mais rígida, com baixa plasticidade e alta resistência, é indicada como arcabouço ou suporte em defeitos ósseos mais extensos ou mais críticos dos maxilares. Devido às suas características, o seu selamento periférico é baixo. Por isso, muitas vezes, quando necessário, a membrana grossa deve ser recoberta pela membrana fina para se obter o selamento periférico necessário.

 

PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO

Funciona à semelhança das membranas naturais, promovendo o isolamento tecidual para se atingir os princípios biológicos da regeneração guiada.

 

CONDIÇÕES DE MANIPULAÇÃO E MODO DE USO

Manusear a membrana o mínimo possível fora do local e evitar contato com áreas da mucosa e da boca que não sejam o local onde se deseja colocá-la.
Evitar qualquer contaminação no lado da membrana onde se deseja a regeneração.

Como a membrana funciona isolando a área a ser regenerada, evitando a penetração de células indesejáveis no local, quanto mais isolado for este local, maior possibilidade haverá de crescimento do tecido desejado.

A Allumina é totalmente oclusiva e a sua exposição não compromete, necessariamente, a regeneração pretendida, pois não há passagem de microorganismos através dela. No entanto, deve-se atentar para o isolamento periférico que, se inadequado, pode permitir a entrada de células indesejáveis ou de microorganismos.

A membrana sofre um endurecimento à medida que é deformada, isto é, sua estrutura se enrijece de acordo com as alterações no posicionamento molecular. O operador pode utilizar esta propriedade da membrana manuseando-a e deformando-a para torná-la mais ou menos rígida e, com isto, obter mais espaçamento ou mais selamento. Ela pode moldar-se facilmente e depois ficar com a forma definida, tornando-se rígida proporcionalmente à deformação sofrida. Desta forma, sua fixação ao local dispensa o uso de parafusos ou tachinhas, reduzindo os custos e faciitando a instalação e a remoção. Esta característica também dá ao operador a condição de modular de acordo com a necessidade a rigidez da membrana. É a única membrana capaz de permitir esta ação, o que é, em termos cirúrgicos, um enorme diferencial.

A exposição não é impedimento absoluto para se obter a regeneração e pode ajudar, em alguns casos, no ganho de mucosa ceratinizada.

A manipulação e a instalação inadequadas da Allumina podem interferir no processo regenerativo ocasionando redução ou anulação dos índices de regeneração.

O profissional deve conhecer os princípios da Regeneração Guiada.

O tempo de contato entre o produto e o paciente é indeterminado, mas aconselha-se a sua remoção tão logo atingidos os objetivos da regeneração tecidual.

 

REMOÇÃO DA MEMBRANA DO ORGANISMO

Depende das condições locais.

Sem exposição, remover de 5 a 6 meses.

Com exposição, avaliação da relação custo-benefício entre a perda de tecido mole e a proteção da regeneração, podendo variar de 10 a 90 dias. Nestes casos, manter controle rigoroso do biofilme sobre a membrana exposta. Caso haja sinais ou sintomas de contaminação, remover a membrana.

 

MS/ANVISA

10421010006

 

R$ 298,00
até 2x de R$ 149,00 sem juros
R$ 298,00
até 2x de R$ 149,00 sem juros
Sobre a loja

A IMPLAFARMA conta com profissionais qualificados e um atendimento de excelência. Comercializamos produtos de alta qualidade, com preços especiais. ANVISA/AFE - Nº 8.15835-1

Social
Selos

Implafarma Comércio de Produtos Médicos e Odontológicos - CNPJ: 27.939.593/0001-02 © Todos os direitos reservados. 2018